Sou gordinha, o meu IMC é de obesidade grau 1, meu cabelo é ondulado e difícil de domar. Já contei para vocês um pouco da minha relação com meu corpo ao longo de toda a minha vida. Sempre achei que gordura era sinônimo de feiúra, achava que quanto mais magra eu estivesse, mais bonita estaria. Sofri muito com esse pensamento, me comparava com simplesmente todas as meninas que eu visse na rua e se eu fosse mais magra do que elas me sentia nas alturas, mas era ver uma mais magra que eu para destruir minha alegria e abalar completamente a minha confiança.

Olha que loucura! A minha relação de beleza comigo mesma dependia cem por cento da relação distorcida e fútil que eu estabelecia com gente que eu nem conhecia. Nunca era bom o bastante porque sempre tinha alguém mais bonito que eu. Alguém que me disseram que era mais bonito.

Beleza para mim era corpo magro, cabelo alinhado, pele maquiada, salto alto, depilação em dia… Um bando de coisas que me faziam uma alienada em busca de um padrão inatingível e sofrido, afinal, a beleza dói e era esse o meu papel como mulher, ser bonita (como se eu só servisse para isso e quando não me considerava dentro do padrão, via em mim a imagem do fracasso).

O mais bizarro é que a “beleza” considerada padrão é justamente aquela que de padrão não tem nada. Ninguém tem aquele corpo perfeito, sem nenhuma gordurinha, nenhuma celulite, nenhuma estria. Ninguém fica tão bem na vida real quanto nas fotos. E eu não posso dizer que não tenho uma parcela de culpa nisso. Blogueiras, youtubers, enfim, digital influencers em geral trabalham com a própria imagem. Nós vendemos a nossa imagem e para isso fazemos o possível para parecermos sempre na versão que mais gostamos de nós mesmas. Tiramos mil fotos até achar uma legal, buscamos a melhor luz, o melhor enquadramento, a melhor pose (mesmo que ela acabe com o nosso tornozelo e nos deixe 3 minutos sem respirar), e não vou mentir, os nossos celulares são cheios de aplicativos de edição para corrigir pequenos “defeitinhos” que podem estragar o clique. Blogueirinhas são as “modelos da vida real”, mas de vida real a gente não tem nada.

Há algum tempo eu estou trabalhando a minha aceitação. Não me entenda mal, ainda acho que se tem alguma coisa no nosso corpo que a gente não gosta e pode mudar, temos todo o direito de correr atrás disso. Peso, cor e textura de cabelo, o que for. Mas aprendi também que não é porque ainda não conseguimos atingir essa mudança que somos menos bonitas. Eu estou trinta quilos acima do peso mais baixo que eu já tive e descobri que nunca me senti tão linda! Não é que eu me ache bonita porque estou gorda. É porque me acho bonita e pronto, a gordura não interfere na minha beleza, continuo linda porque simplesmente sou bonita. E sou bonita porque me aceitei bonita e aprendi a enxergar a minha beleza, coisa que quando eu estava com 45kg e anoréxica eu não via.

Estar magra não é sinônimo de estar bonita, simplesmente porque beleza não é aquilo que te ensinaram. Eu sei que essa coisa de aceitação e amor próprio não é do dia pra noite, é um processo como qualquer outro, você precisa reprogramar o seu cérebro, mudar algumas opiniões que já estão enraizadas aí dentro, mas você precisa saber que essas opiniões não são verdadeiramente suas, são aquilo que te ensinaram. A tv, as revistas, a sua mãe, as suas amigas, e infelizmente eu e outras influencers também.

Você precisa entender que beleza não tem nada a ver com x característica física. A magra não é mais bonita que a gorda, a lisa não é mais bonita que a cacheada, a loira não é mais bonita que a negra. Todas nós somos lindas! Cada uma do seu jeitinho único. Olhe-se no espelho e veja que você é um mulherão da porra! Não tem nada de errado em você e aprenda que beleza não é uma imposição da sociedade que você aceita sem contestar. Beleza é algo que vem de dentro, é a luz que a gente irradia pro mundo e pode ter certeza que ficamos muito mais iluminadas quando nos sentimos lindas.

  • dia Abril 7, 2018

    Que bom que agora você está feliz com o seu corpo. A gente precisa aprender que a beleza mora dentro de cada uma de nós.
    Bjus!

    galerafashion.com

    • Amanda Inácio
      dia Abril 7, 2018

      Exatamente! Pena que essa conclusão não costuma ser uma coisa óbvia, a gente precisa se esforçar para romper aquela visão que a mídia nos impõe como perfeita.

  • dia Abril 8, 2018

    You look beautiful hunny. Wonderful pictures xx
    Frederick’s of Hollywood Coupons

    • Amanda Inácio
      dia Abril 8, 2018

      Thank you 🙂

  • dia Abril 8, 2018

    Menina, você é linda demaisss! Olha essas curvas, esse cabelo e esse sorriso! Não deixe que ninguém te faça pensar o contrário. Sei o quanto é uma luta chegar a conclusão de que somos diferentes uns dos outros. Eu mesma vivo na luta com o espelho e a balança, antigamente até meu nariz me incomodava, acredita? Aos poucos vou vencendo parte por parte. Um dia chego lá! Enfim, adorei seu post!

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Obrigada, linda!! Somos todas lindas e precisamos aprender a reconhecer isso e parar de viver em função do padrão.

  • dia Abril 8, 2018

    Parabéns pelo lindo texto. Com certeza temos que nos aceitar, mas se não gostamos de algo em nós, e da para mudar, temos todo o direito de mudar, porque nós temos que ser felizes do jeito que achamos que seremos.

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Eu acho que se aceitar não significa não poder mudar nada em si mesma, não tem nada de errado em querer ser mais magra, ou alisar o cabelo, ou afinar o nariz. O que não pode é quando a gente começa a viver em função disso e deposita toda a nossa felicidade no “só vou ser feliz quando eu for assim”.

  • dia Abril 9, 2018

    Linda foto e lindo texto..
    A gente precisa se amar em primeiro lugar.

    Dani Ramos
    https://donaengenhosa.com.br/

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Com certeza. Nem sempre é fácil vencer as imposições da sociedade e aceitar a nossa beleza, mas temos que tentar sempre e buscar sempre a felicidade.

  • dia Abril 9, 2018

    Bonito texto Amanda e é mesmo assim! devemos nos amar, independemente se somos magras ou gordas, temos cabelo liso ou cacheado, se somos altas ou baixas e por aí fora.
    tu és linda 🙂

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Exatamente por aí. Beijos, linda!

  • dia Abril 9, 2018

    Achei incrível sua postagem, ela deve ser lida por muitas pessoas! Depois que me libertei da “escravidão” que os padrões impunham em minha vida, confesso que vivo até melhor. Tenha um ótimo dia, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    http://www.paisagemdejanela.com

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Muito obrigada, flor. Fico muito feliz que tenha gostado do post.

  • dia Abril 9, 2018

    Tenho uma amiga que ela a todo momento se coloca pra baixo, acha que os outros são sempre melhores que ela. Isso me cansa, ninguém é melhor que ninguém, cada um tem a sua beleza própria e não precisamos de padrões para isso, chatice ): beijos
    http://www.blogbelezamake.com

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Exatamente! Cada um é bonito do seu jeito, a gente tem que parar de achar que beleza é só o que vemos na mídia e nos compararmos com aquilo.

  • Monyque Evelyn
    dia Abril 9, 2018

    Amanda, primeiramente parabéns pela sua coragem de assumir suas fraquezas e por ter enxergado sua beleza mesmo com defeitos, foi preciso sofrer pra entender que essa coisa de padrão é uma coisa que querem nos impor mas que na verdade o que importa é se sentir bem. Na questão de estar acima do peso é preciso se cuidar pra não ficar com problemas de saúde mas nunca pra agradar ninguém, se você se gosta desse jeito é assim que tem que ficar. Amei essa sua foto e só consegui enxergar uma mulher linda! No meu caso sou magra e já sofri muito por isso porque queria engordar mais e ao meu redor as pessoas viviam dizendo que estava bom esse peso e que estava linda e que era assim que deveria ficar porque parecia uma modelo, mas nunca me conformei. Tenho dificuldade de ganhar peso e ainda não cheguei ao desejado, só que se fosse ouvir as pessoas não iria ligar pra minha imagem e não seria bom. Enfim, a gente tem que lutar pra ficar da maneira que nos faça olhar no espelho sem culpas. Beijos!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Isso aí, flor! Tenho certeza que você é linda independente do peso em que está. A gente até pode querer mudar, engordar ou emagrecer um pouco, mas não é saudável viver para isso.

  • Melissa Sousa
    dia Abril 9, 2018

    Este texto diz tudo o que sempre quis dizer 🙂
    Encaixo-me perfeitamente!

    Beijinhos,
    Melissa Sousa | Fábrica de Temperos
    TABERNA INGLESA: SERÁ PARA REPETIR?

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Que bom, linda!! Fico muito feliz que tenha se sentido representada 🙂

  • dia Abril 9, 2018

    Amei a foto, lindo texto..
    Precisamos sempre nos amar em primeiro lugar.
    Beijinhos

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Isso aí! Que bom que gostou, flor.

  • dia Abril 9, 2018

    Que bom que vc aprendeu a se aceitar, até pq vc é linda. E olha como as coisas são, eu so bem magra, já fui ainda + e isso foi motivo de mt sofrimento na minha vida por causa do bullying. Mas tbm me aceitei como sou.

    Beijos/Kisses.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    • Amanda Inácio
      dia Abril 9, 2018

      Esse é o ponto, se nos deixarmos levar pela pressão da sociedade nunca estaremos bem. É sempre gorda demais, magra demais, musculosa demais… O “padrão” é inatingível. Temos que nos amar.



  • Top