Publicado dia Fevereiro 19, 2018

Na sexta-feira li um texto muito bacana no blog da Ana em que ela falava sobre elogiosVocê já reparou em como é difícil elogiar alguém? Não deveria, mas muitas vezes vemos uma pessoa com algo que nos chama a atenção (um sapato bapho, um corte de cabelo bonito ou simplesmente um sorriso contagiante) e não sentimos necessidade de elogiar a criatura e mesmo quanto queremos soltar um elogio sincero nos remoemos durante tanto tempo pensando “ela vai me achar maluca!” que acabamos deixando pra lá.

Eu não sou exceção a essa regra. Entendam, eu sou a menina que sofreu bullying durante todo o ensino fundamental, que não tinha um amigo e que passava o intervalo na biblioteca, onde os livros me faziam companhia e nenhum bully se atrevia a entrar para não ganhar fama de nerd. Sou a guria insegura que tem vergonha de perguntar o preço de algo numa loja porque não conheço a vendedora, então, entendam que soltar um elogio sincero para um desconhecido não é uma das tarefas mais fáceis para a minha pessoa.

Mas as coisas não deveriam ser assim. Vivemos na era digital, era da informação em que tablets são mais babás do que pessoas. Vivemos por trás das telas e essas telas nos criam verdadeiras máscaras e a Marvel já me ensinou que ter uma identidade secreta é algo muito poderoso. Quando podemos nos esconder atrás de uma tela acabamos falando coisas que ao vivo não falaríamos. Isso é um poder incrível! Já disse o grande Dumbledore: “palavras são a nossa mais poderosa forma de magia, capazes de ferir e de curar”.

Acontece que muitas vezes acabamos usando esse super-poder cósmico fenomenal para o mal e o lado negro vai ganhando força com o ódio que geramos. Já me perguntaram algumas vezes qual é a pior parte de ter um blog, eu nem penso duas vezes ao responder: trolls! Os trolls são como bullies virtuais, sempre querendo colocar alguém pra baixo, escondidos por trás de uma tela qualquer. Eu já passei por muito bullying real para me incomodar com o virtual, mas não tenho sangue de barata, quando algum anônimo me aparece com xingamento gratuito é claro que fico chateada. Ignoro, deleto do blog, mas nunca da memória – porque a minha memória sempre foi muito boa.

Um xingamento, um comentário maldoso, até um simples “eu não gosto desse tipo de roupa, mas o que importa é que você gosta, né?” pode acabar com o dia de uma pessoa. E se a menina for super insegura e ficou horas no pinterest ou no lookbook procurando ideias de looks bacanas para fugir do comum e escuta um comentário inocente desses? Pronto, vida longa aos jeans e camisetas porque é só isso o que ela vai usar a partir de agora! Eu sou de opinião que se você não tem nada de bom pra falar, então não diga nada. Óbvio que não temos obrigação de gostar de tudo, mas expressar a sua opinião negativa é realmente tão importante pra você? Porquê? Isso vai fazer realmente alguma diferença positiva na vida daquela pessoa ou só vai fazer com que você se sinta melhor?

Não seria melhor se ao invés de xingamentos e comentários maldosos nós começássemos a distribuir elogios gratuitos? Não só para conhecidos, é muito fácil dizer para a sua amiga que você amou a bota nova dela – que é o seu número, aliás – mas aos estranhos também. Elogios têm tanto poder quanto comentários maldosos, eles podem mudar o dia de alguém. Qual é a diferença que você quer fazer?

No mesmo dia em que li esse texto da Ana uma menina me parou na rua e soltou um sonoro “amei o teu cabelo!” As minhas amigas que estavam comigo a acharam meio indelicada – confesso que ela falou tão alto e tão de repente que eu até me assustei! – mas fiquei pensando nisso, na atitude da menina e no texto que eu tinha lido. E quer saber? Eu me senti muito bem! Fiquei feliz o dia inteiro. Dumbledore sabe o que fala, palavras realmente têm poder.

Que tal dar um tempo nos “comentários inocentes” e gastar mais energia com elogios sinceros? Se você amou o cabelo, a bolsa, a blusa, o sorriso daquela garota no ônibus, porque não dizer isso à ela? Eu garanto que a sensação de tornar o dia de alguém mais agradável é muito melhor do que a de “dizer a verdade. Isso tem até nome, sabia? Gniyllub é a arte de distribuir elogios, o bullying ao contrário, ideia da Letícia Novaes. Viver em um mundo em que precisamos de um movimento e um nome para o simples ato de elogiar de coração algo que gostamos pode ser bem complicado às vezes, mas são as pequenas atitudes que fazem a diferença. Você pode não mudar o mundo com um simples “amei seu cabelo!” mas pode mudar o dia – e o mundo – de uma garota que nem conhece. Isso, acreditem, é mágico.

  • dia Fevereiro 19, 2018

    Mulher, tu é maravilhosa!
    Elogios sinceros só ajudam o outro ser humano a se amar. VIvemos muito tempo nos odiando e aprendendo a nos odiar, estamos em um momento de nos amarmos e entendermos que somos merecedoras desse amor todo.

    Post maravilhoso!!

    Terei que compartilhar.

    Abraços de luz
    http://www.blogdella.com

    • Naná Gonçalves
      dia Fevereiro 19, 2018

      Linda, fico muito feliz que tenha gostado do post! Isso aí, vamos distribuir mais amô por aí <3
      Beijos

  • dia Fevereiro 21, 2018

    Eu amo elogiar as pessoas e falo que amo tudo e todos que eu amo, serião. se tornou um hábito <3 dps que acontecram umaas coisas tensas na minha vida. E sobre desconhecidos: adro falar, então falo com muitas pessoas e elogiar elas ficou natural.
    Super apoio a ideia
    post <3
    Kisses

    • Naná Gonçalves
      dia Fevereiro 21, 2018

      Ai, que bom!! Eu sou meio tímida e isso é difícil pra mim, mas adoro receber elogios, então preciso aprender a elogiar mais também, né?
      Beijos!



  • Top