Sobre Moda
Publicado dia Fevereiro 27, 2018

Quando falei sobre esse livro maravilhoso da Jennifer L. Scott comentei sobre o conceito do guarda-roupa de 10 peças. Eu ainda pretendo chegar entrar mais a fundo nesse assunto, mas vamos com calma. Antes de falar sobre um guarda-roupas perfeito, precisamos falar sobre o que colocar dentro do dito cujo! E o que vai estar dentro dele precisarefletir o que está dentro de você. Pra isso a gente precisa se conhecer.

Quem me acompanha há algum tempo já deve ter notado que eu sempre fui uma inconstante terrível, coisa de adolescente mesmo, né? Eu sempre levei mais tempo para amadurecer do que as outras meninas, hehe. Um dia queria ser roqueira, depois o negócio era vestido de babadinhos e cabelo de boneca, um horror. Como eu disse, esse livro mudou mesmo a minha vida, depois de ler ele eu resolvi olhar mais para dentro, para a Amanda de verdade, sabe? Li outros vários livros sobre moda e estilo e hoje posso dizer que me encontrei. Não que eu ainda não vá ficar tentada por uma peça da estação de vez em quando, mas agora eu sei qual é a base, quais são as minhas raízes fashion e isso torna o trabalho de enfeitar a árvore muito mais fácil.

Li vááárias técnicas bacanas sobre como encontrar e desenvolver o seu estilo, umas que curti muito foram no livro Vista quem você é, das blogueiras e consultoras de estilo Cris Zanetti e Fê Resende (resenha em breve). Mas enfim, pra quem ainda tem dificuldade de identificar o seu estilo pessoal e acaba se definindo pela modinha da estação, eu resolvi fazer um exercício rápido baseado no que eu li, no que eu pensei e no que funcionou pra mim – coisa básica, mas que eu sei que pode te ajudar a começar a refletir 🙂

quem você é?

Defina-se em poucas palavras. Pense no seu dia a dia, na sua rotina, nos seus hobbies, nas suas preferências… Naná Gonçalves em dez palavras seria: impacto, básico, luxo, moderno, família, clássico, Paris, navy, blog, livros. Essas palavras são coisas que sempre foram constantes pra mim, coisas que gosto e valorizo, mas que eu nunca antes tinha pensado em imprimir no meu jeito de me vestir, que bobeira, né? Olha só o que eu estava perdendo…

elogios

Quais são os elogios que você mais gosta de ouvir? “como você está linda/sexy/chic/delicada/elegante/gostosa/fofa”? Cada mulher é um universo e a imagem que uma quer passar pode ser completamente diferente da imagem de outra. Eu me sentiria uma piriguete se alguém dissesse que eu estou gostosa – tenho pavor dessa palavra!-, prefiro muito mais estar chic ou elegante, mas sei que essa imagem não é a que a maioria das meninas da minha idade quer passar. Saiba quais são os elogios que você quer ouvir, isso vai fazer com que saiba qual a imagem quer passar, assim poderá se vestir pensando nesse conceito e terá a aparência que deseja ter.

ponha um rótulo no seu closet

Eu li sobre isso em Madame Charme, primeiro me assustei com a ideia, afinal, rótulos me incomodam. Mas agora que você sabe quem é e sabe como quer ser vista é fácil pensar no que precisa mudar para externalizar o que tem no interior. Pense nas palavras que escolheu para se definir e nos elogios que gostaria de ouvir e tente formular um rótulo, uma palavra que defina isso tudo. Não precisa ser algo que já existe, e não hesite em brincar com as palavras, use-as da forma que quiser.

Eu percebi que sou bem clássica, gosto de coisas luxuosas, mas ao mesmo tempo sou fã dos básicos, sou caseira e moderna e odeio parecer “arrumadinha” – gosto de um visual mais “já acordei assim linda”, elegante sem esforço, sabe? Acho que posso definir isso como um casual-chic, ou talvez despojada-elegante, essa definição é somente sua. Talvez você seja romântica-moderna, ou esporte-glam, talvez até punk-delicada.

Vocês não fazem ideia de como ter essa noção ajuda na hora de arrumar o armário e fazer compras. Quando arrumei meu closet descartei sem dó não apenas o que não servia, estava velho ou ultrapassado. Tirei tudo, TU-DO, o que não era casual-chic. Se não me define, porque guardar? Porque comprar? Não que a gente não possa ter aquelas peças da estação, esses modismos são interessantes para manter o guarda-roupa atualizado, mas se não entra no meu conceito de casual-chic não tem porque eu comprar uma legging rosa-shocking-metalizada só porque está na moda, concordam?

crosses

Espero que depois desse exercício vocês se conheçam um pouquinho melhor! Não deixem de me dizer nos comentários o que descobriram! E agora que já sabemos quem somos, precisamos partir para o guarda-roupa, mas isso vai ficar para outro post 🙂



  • Top